A TV Informa ou deforma?

De tempos em tempos a televisão brasileira é acusada de alienar seu público. Os críticos do veículo enxergam apenas uma possível manipulação do conteúdo veiculado de forma a influenciar na opinião do telespectador, sem portanto observar o papel social que a tv exerce em um país cujo cidadão pouco lê e pouco tem acesso à cultura.

Em 2003 a equipe da Art Haus TV (2003-2005) foi às ruas para identificar como a população enxergava a questão: a TV informa ou deforma? Há qualidade na programação exibida pela televisão brasileira?

O programa Opinião

“Opinião” foi um dos pioneiros programas da Art Haus TV. Entrou no ar nas primeiras semanas de operação da web TV, em setembro de 2003, e ficou no ar até o início de novembro do mesmo ano.

O programa era produzido e apresentado pelo jornalista Ricardo Chiessi, que também produzia e apresentava o programa “Art Haus Informa” e o “Art Haus Entrevista”. 

Gravado nas ruas, no formato “povo-fala”, cada edição abordava um tema factual ou de interesse público.

Edição do programa "Opinião", da Art Haus TV, de setembro de 2003.

Bastidores da gravação do “Opinião – A televisão brasileira informa ou deforma?”

O programa foi gravado em setembro de 2003, no mesmo dia em que gravamos a primeira entrevista da TV com a vidente Marina Gold, do portal Terra. Marina morava em Higienópolis. Propus ao Ricardo e ao Rodrigo, que me acompanhavam na gravação, que fôssemos até a praça Buenos Aires, localizada a poucas quadras da casa de Marina, para gravarmos as cabeças (apresentações) de alguns programas. 

Naquele mês estava em pauta a matéria veiculada há poucos dias no programa “Domingo Legal”, do SBT, com supostos integrantes do PCC. Um dos entrevistados cita a matéria durante sua fala.

Não havíamos solicitado autorização prévia para gravar na praça e logo um segurança nos abordou.

Enquanto fui até a administração negociar a autorização (que até poderia ser dada, mas deveria ser solicitada com antecedência de 24h), Rodrigo e Ricardo gravaram algumas cabeças de programas: inclusive a deste (momentos em que Ricardo aparece no início e fim do programa).

Os depoimentos foram gravados na área externa da praça, na calçada da avenida Angélica.

A vinheta original do programa foi feita às pressas pela equipe da Art Haus. A vinheta presente na edição deste vídeo foi feita por Rodolfo Lourenço, primeiro estagiário da TV, e que na época estava concluindo a faculdade de Desenho Industrial (design de produto). Rodolfo entregou a vinheta em novembro, quando optamos reeditar as edições do “Opinião” e incluir a vinheta nova.

O programa teve fim em novembro de 2003 quando Ricardo, por motivos profissionais, optou por deixar a TV e mudar de cidade. 

Rolar para cima